CONTOS de Carlos Kaliban
O ALPINISTA

Um certo homem resolveu ser alpinista, e o melhor do mundo. Como ele queria ser o melhor alpinista, resolveu começar escalando uma grande montanha. Era claro para ele que uma pequena montanha não condizia com a sua grandeza.

Como a montanha seria grande ele comprou muita corda. Era um rolo imenso de corda. O maior rolo de corda já visto. Com um rolo daquele tamanho estava pronto para escalar a grande montanha e para lá se dirigiu.

Antes de chegar no sopé da montanha ele deparou com um barranco com cerca de dois metros de altura. Olhou para o barranco, sorriu e pensou:

- "Para um grande alpinista como eu, isto será muito fácil! Basta usar meu equipamento!". Que dizendo de passagem, era constituido apenas pelo imenso rolo de corda.

Pegou então aquele rolo imenso de corda e jogou para o alto do barranco. Como era muito pesado o rolo não conseguiu se prender no topo e caiu por cima do homem. Era tanta corda que quanto mais tentava se livrar dela ficava cada vez mais preso.

Horas mais tarde passou no local um camponês que foi interpelado da seguinte forma:

- "Eu sou um grande alpinista e estou nesta situação porque não enrolaram direito esta corda. Estou com muita pressa, pois vou escalar a grande montanha. Ajude-me a sair dessa situação e enrolar direito esta corda para que eu possa seguir em frente".

O camponês então falou:

-"Moço! Para escalar esse barranco não é necessário nenhuma corda. Basta ter atenção!"

- "Como assim? perguntou o homem.

- "Se o senhor tivesse seguido por aquela trilha ali á direita que vai dar no alto do barranco, nem precisaria usar a corda. Boa "escalada" e até logo seu moço que tenho mais que fazer", disse o camponês seguindo pacientemente o seu caminho original, deixando o grande alpinista enrolado no seu problema.

 
 
Direitos Reservados