CONTOS de Carlos Kaliban
O JARDIM MÁGICO

Eles se encontraram. No princípio nada havia. Aos poucos foram plantando naquele terreno. Uma plantinha aqui, outra plantinha alí . Cada qual contribuia para a formação daquele jardim.

Ele plantou um canteiro de margaridas. Ela plantou um de jasmins. Ele plantou rosas e ela mangericão. Grama pêlo de urso, orquídeas e um grande número de plantas lindas e maravilhosas.

O jardim surgiu então de onde nada havia. Ficou muito bonito. Os dois cuidavam dele e o mantinham sempre limpo e arrumado.

O tempo passou e outros interesses apareceram na vida dos dois. O jardim começou a ficar esquecido. Não era cuidado como no início. Foi ficando feio. Mato crescia e umas plantas invadiam o espaço das outras criando conflito.

Eles tinham o hábito de cuidar das plantas que tinham plantado. Entretanto, cada um cuidava daquelas que tinham colocado no solo com as próprias mãos. Nunca ele sequer tocara numa que ela tivesse plantado, nem ela nas plantadas por ele.

Naquela manhã ela resolveu cuidar do jardim. Podou e limpou as suas plantas como era o de costume. Quando olhou para o jardim, depois de terminado o serviço, notou que continuava feio. Era lógico o motivo: "Ele não tinha cuidado de suas plantas". Ela então, pela primeira vez, pegou o alicate de poda e iniciou a limpesa de uma das plantas dele. Que surpresa ! A ferramenta em suas mãos não cortou o ramo que crescia desordenadamente. O movimento foi feito mas era como se a planta fosse apenas uma imagem. Ela pegou a planta, mas suas mãos se fecharam sem sentir nenhum contacto. Com muito espanto ela descobriu que as plantas dele não eram materializadas para ela. Não conseguiria jamais que o jardim voltasse a ser bonito se ele não cuidasse de suas próprias plantas.

Assim o jardim passou a ser tratado por cada um na medida que tinham tempo e de forma desordenada até que chegou a um estado que não teve mais jeito. Mesmo conscientes de que o fruto de sua união dependia inteiramente da dedicação dos dois, mesmo que tentassem esporadicamente salvá-lo, ele se perdeu. Cada um foi procurar outra pessoa e outro local para começar outros jardins.

 
 
Direitos Reservados