CRÔNICAS de Carlos Kaliban
O FRANGO

Ele sabia fazer um franguinho como ninguém. Naquela manhã decidiu comprar um. Entrou no aviário, cumprimentou o balconista com um alegre "bom dia" e fez o seu pedido:

-"Por favor, como vou fazer para o almoço um prato muito especial, gostaria de comprar um frango de bom tamanho. Poderia me mostrar um?"

O balconista pediu um instante e sumiu no interior da loja. Como era ainda muito cedo e ele acabara de abrir, não tinha tido tempo para abater os frangos que venderia naquele dia. Somente havia um frango abatido no dia anterior e era aquele mesmo que ele negociaria. Afinal, se considerava um bom vendedor. Talvez um dos melhores, pensou com orgulho!.

Apresentou o frango ao cliente, que examinou, tornou a examinar, estimou o peso, fez conta de quantos comeriam do prato que iria fazer, e depois de muito refletir disse ao balconista: -"Gostaria de levar um que fosse um pouco maior. É possível?"

-"É claro!", e foi lá para dentro, dando um tempo como se estivesse escolhendo um frango mais pesado, e voltou para o balcão trazendo o mesmo, que era o único, dizendo: -"Este aqui vai atendê-lo com certeza, posso embrulhá-lo?, perguntou rapidamente não dando tempo para o freguês pensar".

-"Espere, deixe-me examiná-lo melhor!", e assim o fez, repetindo o ritual da primeira vez.

-"É! Sem dúvida é um pouco maior, mas ainda acho pequeno. Acho que não vou levá-lo, pois parece que todos tem mais ou menos o mesmo tamanho. Vou desistir deste prato por hoje. Vai ficar para outro dia".

O vendedor, pensando nas contas que ele tinha de pagar naquela manhã e não admitindo perder aquela venda, contra-atacou dizendo que ele não deveria desistir. Argumentou que aquele frango era carne pura e quase não tinha ossos. Que se ele comprasse, com certeza não se arrependeria.

O homem olhou novamente o frango, avaliou novamente e tomou uma decisão definitiva: "O.k.! Você me convenceu. Vou levar o frango!"

E quando o vendedor começava a fazer o embrulho, ele complementou, bastante decidido:

"Pensando melhor, vou levar os dois! Por favor, embrulhe também aquele primeiro que você me mostrou!".

 
 
Direitos Reservados