ENSAIOS de Carlos Kaliban
A FOLHA DE PAPEL-2

Nossas atitudes marcam o outro como as marcas que ficam em uma folha de papel, após amassá-la.
As impressões deixadas ali são difíceis de serem apagadas. Eu diria que apagar é impossível!
Quando depende de nós, só podemos evitar que sejamos os causadores de nova mágoa. Quando o mal foi feito à outra pessoa, mesmo que eu procure consertar, pouco depende de mim. A folha de papel não está comigo. Ela não pertence ao meu “Livro da Vida”. Não sou eu que cuido dela e nem a guardo. Não sou eu quem deita lágrimas em cima dela, acrescentando às marcas deixadas pela dobradura, talvez a mancha de um choro verdadeiro e sentido.

Mas existe algo que possa ser feito neste caso. Sim!

Como corrigir ou pelo menos amenizar o dano?

“Colocando-se coisas em cima das dobras”. Sim! É isso que as pessoas que sabem viver fazem.

E como é isto?

A vida é também constituída de coisas que nos agradam e nos fazem felizes. Não existem só momentos de tristeza e mágoa.

É importante que o que colocamos na balança da vida seja feito com sabedoria. O lado bom, agradável, prazeiroso e amoroso deve ser em quantidade e peso maior. Podemos fazer escolhas e nossas escolhas se acertadas, exercem um papel muito importante naquilo que percebemos como Vida.

Então procure nas recordações boas detalhes que sejam importantes para você e que estejam relacionadas com aquela mesma pessoa que foi a causadora da mágoa, das dobras naquela folha, naquela página da sua vida.

Recorde-se de momentos felizes, de palavras de carinho, de presentes, da presença dessa pessoa, de músicas, de poemas, de piadas, de risos, de planos e de muito o mais que for relacionado a prazer e felicidade.
De todas essas lembranças positivas, selecione na sua imaginação elementos que possam simbolizar cada momento de felicidade.

Separe uma pétala de rosa, o toco de uma vela, aquele retratinho, o nome de uma música anotada em um papel, o canudinho do refresco daquela tarde feliz, um brinco que se quebrou durante a brincadeira, o filtro de um cigarro fumado após aquele momento incrível, um fio de cabelo, e tudo o que puder lhe remeter a bons momentos.

Agora o importante: Pegue um vidro de cola e comece a colar cada elemento na folha de papel, aquela que foi marcada com as dobras. Cole um elemento de cada vez, procurando arrumá-los de forma a ficar em uma disposição bem harmoniosa. Coloque amor e cuidado nisto.

Talvez não existam tantos elementos assim, mas isso é bom, pois fará com que você daqui pra frente procure dar mais importância para os momentos de felicidade e deles guardar recordações para que possa usar nas folhas que foram amassadas.

Bem! Os elementos já estão colados? Agora olhe para a folha de papel. Como ela está agora? As dobras aparecem menos? A folha que só representava mágoas e tristeza está mais bonita e harmoniosa? Esta folha do seu “Livro da Vida” passou a lhe dar algum prazer? Se sim, continue a decorá-la com elementos positivos de sua vida, e um dia, sem você perceber, as marcas causadas pelas mágoas estarão ali, mas você não as perceberá mais. Talvez até se lembre muito pouco delas.

Para cada página marcada por dobras existente no seu “Livro da Vida” você pode proceder da mesma forma, no final, poderá mostrar este livro para qualquer um, com orgulho e felicidade.

Que tal? É uma solução?

 

 
 
Direitos Reservados