POESIAS de Carlos Kaliban
A FLOR E A MULHER - mai/1967

Flor
De jardim esquecido
Mulher
De beleza escondida
Flor
Em lugar escondido
Mulher
Não será esquecida, como a flor...

Flor
Que sozinha nasceu
E viveu por toda a vida
A sonhar com esperança
De um dia encontrar
Quem seu perfume estonteante
Venha um dia cheirar

Mulher
Que sozinha esqueceu
Da beleza perdida
Que nos tempos de criança
Tinha a lhe enfeitar
Da sua graça provocante
Do amor que tinha prá dar

Se a flor
Linda que era
Veio um dia nascer
A mulher
Que era linda
A beleza quiz perder

Escondeu sua beleza
Disfarçada numa flor
Num jardim onde esquecida
Jamais terá amor.

 

 
 
Direitos Reservados